me abrigo da luz para me esconder do dia,
do sol, do meu pavor.

pavor da vida, da morte, de mim mesma.
pavor de tudo.

amo a noite, o frio, o escuro.
não por ser mais fácil me esconder,
mas sim, porque neste momento,
consigo me ver por inteira.
viver sem medo.
sem desaparacer.

vejo o tempo.
sinto o vento.
vivo os sonhos.

Anúncios

3 comentários sobre “

  1. Pingback: Loucuras Intrépidas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s