semana passada, mais extamante na terça-feira, estava assistindo ao programa divã, da globo, que gosto muito. histórias muito boas, lilia cabral é uma ótima protagonista. e naquele programa falava-se de amizade. daquelas que importam mesmo, que estão para você em qualquer momento e situação, e a recíproca, neste caso, é verdadeira.
fiquei pensando nisso, nas amizades que tive ao longo desses vinte e sete anos de vida, uma trajetória interessante. quantos desses conhecidos permaneceram? quantos, muitas vezes chamados de amigos, ainda confidencio minhas mágoas e desapegos? nenhum.
não tenho contato com meus amigos de infância. me encontro com eles as vezes nas ruas, na correria do dia-a-dia, sobra tempo para uma breve lembrança dos tempos longínquos em que brincávamos de bola, pique-esconde, pega-pega, pique-altinha, bicicleta, queimada, futebol e tantas outras coisas, na pracinha imaginária do bairro.
estes e tantos outros se esvaíram no tempo, sumiram, foram embora, mal se lembram de minha existência. acredito que muitos devem ter se dado muito bem, outros nem tanto. somos sombras nas histórias e lembranças passadas.
ah sim, tem minhas amizades dos tempos da faculdade. estas sim, espero que agora permaneçam, caso contrário, estarei vazia, percorri tantos caminhos para que? se não tenho com quem relembrar aquelas histórias? passadas para muitos e muito presentes para mim.
eu não me esqueço de um só amigo (AMIGO) que tive. de verdade. me lembro de todos e cada um e em cada momento em que ele esteve presente.
mas a vida é assim mesmo, em cada momento pessoas diferentes chegam, depois vão embora, mas sempre deixam um pouco deles em nós, e espero que levem um pouoco de nós, de nossas melhores lembranças.

Anúncios

3 comentários sobre “

  1. Essa postagem completa aquela que escrevi dias atrás…

    É triste o que vc escreveu, mas é real.

    Nos deparamos com isso em todos os momento de nossa vida. São ciclos que se completam e com isso, são pessoas que se vão nesse caminho que poderá nunca ter volta.

    Viver é isso… e o melhor é poder lembrar de tudo que foi aproveitado um dia. Isso é muito bom.

    É bom lembrarmos daquele amigo de anos atrás, mas que por algum motivo hje está distante… Temos o dom de guardarmos os melhores momentos de nossas vidas… Seja em fotografias, seja nos bilhetes antigos… ou simplismente em nossas memórias.

    Ótimo texto, Isa! Parabéns! Ele me deixou deprê! =/

    Mas vai passar!

    Bj.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s