“quisera eu, um dia, escrever sobre o amor, algo que inevitavelmente sentirei um dia e sofrerei imensamente sem saber o motivo.
como pode assim, um sentimento tão terno, causar tanta desordem, cometer tantos abusos, deixar um profundo vazio, da ausência de quem ama.
mas apesar do sofrimento, este sentimento é buscado, procurado, sentido, tentado.
um dia saberei o segredo de todo este ardor.”

do outro eu

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s