e assim que as cortinas se fecharam e os olhos se abriram, pude ver o quão rude o mundo pode ser.
entreolhos, tudo perfeito, nada por trás daquele pano vermelho.
a vida pode parecer mais dura do que é, na verdade.
nós a fazemos assim. vemos problema onde eles não estão.
deixe-os.
vamos embora compartilhar o que é verdadeiro, o que não se desfaz.
em algum momento as cortinas se abrirão novamente, e tudo o que for irreal permanecerá.

e começou de novo.
recomeçou nosso cotidiano.
a partir de agora tudo igual, ou não.
façamos o melhor.
esta é ainda a primeira página.
pegue o lápis, a caneta… o que for.
escreva novas histórias.
por pior que sua vida possa parecer, ela não pára.
viva agora, o agora.