limpei cada palavra suja que corria naquele instante.
instante aquele guardado numa folha em branco.
branco pálido onde havia tudo.
tudo o que eu queria ou poderia.
poderia eu querer?
querer ser o que jamais seria.
seria aquela a escolher a palavra.
palavra, que mesmo sem sentido, me faria sentir.
sentir tudo aquilo que jamais imaginei.
imaginei sonhar.
sonhar com cada palavra suja que limpei.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s