dos desatentos desencontros
da calmaria burra daquele fim de tarde
corri pra onde ia o sol
voava eu em direção à lua
que por sob seu pranto se desprendia do céu
refúgio seu.
Anúncios