organizando a cabeça para o último mês do ano.
um ano lotado de novas experências (isso é pleonasmo?), de desafios e crescimento.
crescimento profissional, pessoal.
cresci e estou aprendendo a cada dia.
chegou a hora de escrever em meu novo bloco de anotações as metas a serem cumpridas para 2014.
este ano, apesar de inovações, foi também um ano mais tranquilo que os anteriores.
digo, tranquilo dentro de mim.
contrária a todo o resto.
vejo, por enquanto, páginas em branco.
começarei em breve a desenhar meus próximos sonhos.
o caos que reverbera mundo afora, diante das desgraças apresentadas e conspiradas.
vive-se perdido.
a busca pela felicidade rouba-nos os sonhos. criam-se infinitas expectativas.
cresce a amargura. o medo. a insegurança. a insatisfação.
morremos nós. a cada nova infelicidade.
perdi mais um mês, novamente. desta vez foi o outubro.
ele passou e eu nem percebi, quando me dei conta já havia chegado novembro, com seu calor insuportável e um frio que não cabe neste tempo, junto com a chuva que teima em cair.
minha cabeça anda assim, esquecida, de tudo. meus principais instrumentos de trabalho precisam ser caneta e bloco de anotações.
anotar tudo. listar tudo. riscar tudo.
tenho me esquecido de tudo. de muito.
preciso reorganizar minhas ideias.