sinto que estou derretendo e as palavras voando, apesar da falta de vento.
sinto que minhas noites estão mais curtas e meus dias mais longos.
sinto o sol dentro de minha sala.
tenho sonhado com situações estranhas, com pessoas desconhecidas saltando de trens e precipícios.
não vi os corpos caídos, foi melhor assim.
acordo cansada, e corro para descansar.
levanto peso para não engordar.
escuto músicas para me esquecer, ou me lembrar de tempos desconhecidos, de pessoas que passaram rapidamente pelos mesmos caminhos, mas que agora nem se lembram.
agora, conto os minutos para sair e tentar não lembrar do dia quente que passou.
sinto que preciso esfriar: os dias, o sol, minha cabeça.
descansar do fogo. derreter-se de mim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s