Gilmore Girls

(do canal Seriados TV)

Não me lembro bem do exato momento em que conheci estas garotas. Não me lembro do dia, mas me lembro bem da sensação de ter encontrado algo familiar, algo que realmente valesse a pena assistir. Era o início dos anos 2000, eu na metade para o fim do ensino médio, tentando decidir o que faria da vida. Mas, quando chegava domingo tudo ficava melhor, porque era o dia em que eu as encontrava.

gilmore_girls_loucuras_intrepidas_2016_2

Sempre fui ligada nestas coisas. Chamo de coisas a cultura pop em geral: música, filmes, séries, desenhos. Sempre gostei de saber muito sobre tudo isso, por isso na minha adolescência consumia muita revista, porque naquela época, fim dos 90 e início dos 2000 internet era praticamente um fantasma em minha vida. Depois de um tempo, o SBT parou de exibir a série (deveria ter falado antes mas, sim, assistia no SBT) e eu, claro, fui atrás das temporadas na melhor videolocadora da cidade e lá estavam elas: começaria ali a minha verdadeira jornada por Stars Hollow e seus arredores e curiosos moradores.

Após assistir pela primeira vez, alugando todas as temporadas e assistido avidamente todos os 153 episódios de pouco mais de 40 minutos cada um, resolvi que precisava ter aquela série. Quando, num dia qualquer navegando pela internet o encontrei numa incrível promoção nas lojas Americanas, não pensei duas vezes. Comprei imediatamente e não me arrependo em nenhum momento da vida. Após a chegada do box, comecei uma tradição, assistindo-o uma vez por ano.

gilmore_girls_loucuras_intrepidas_2016

É muito interessante como Gilmore Girls marcou minha vida. Não só a minha, mas a da minha irmã também, pois todas as vezes em que eu assistia ela estava junto comigo e repetia os diálogos e comia junk food e bebia muito café. ❤

(do canal Gilmore Girls Brasil)

A última vez que havia assistido a série junto com ela, ainda morando na casa da minha mãe, foi em 2012, pouco antes do meu casamento. Nas malas, trouxe o box comigo. E nunca mais assisti. Ano passado as garotas se tornaram muito conhecidas, por causa do revival que está sendo produzido pela Netflix e muitas pessoas que não as conheciam começaram a procurar. Confesso que deu ciúme, mas tudo bem 🙂

gilmore_girls_loucuras_intrepidas_2016_4

Breve sinopse: a série gira em torno da vida de Lorelai Victoria Gilmore (a mãe) e Lorelai Leigh Gilmore (a filha, mais conhecida como Rory). Lorelai teve a filha muito jovem, aos 16 anos, e resolveu sair da casas dos pais, que são muito ricos, para cuidar da filha sozinha. Ela se mudou para Star Hollow e virou gerente do hotel onde começou trabalhando como arrumadeira e criou muito bem a filha, que tinha o sonho de ir para Harvard. Para tentar alcançar esse sonho, a menina precisou estudar em um colégio particular que era muito caro, longe das possibilidades monetárias de Lorelai e, por isso, pensando no futuro da filha, ela pede auxílio aos pais. O combinado era, em troca do dinheiro, elas precisariam jantar uma vez por semana com eles, nas sextas-feiras. Começa aí a história. 🙂

Hoje, dia oito de agosto, dia do meu aniversário, terminei de assistir a série pela sexta vez e não consigo me cansar, começaria agora mesmo a assisti-la novamente, já que o revival (obrigada Netflix 🙂 ) estará disponível só em 25 de novembro, por isso tenho tempo de sobra para assistir as sete temporadas novamente.

(do canal Gilmore Gags)

Em cada uma das seis vezes em que assisti Gilmore estava em um momento diferente e diferentes elementos da série me chamavam a atenção. No início, me parecia com a Rory, porque estava no ensino médio, tentando escolher a faculdade e o curso. Depois, fui para a faculdade e estudei jornalismo. Mais tarde, me formei, comecei a trabalhar e, ao contrário das duas, me casei. Ainda não fui mãe, mas me identifico com as garotas Gilmore de diferentes formas. E toda vez que escuto a Carole King cantando a música de abertura me dá um aperto no coração. Mas é um aperto bom, eu acho. Eu , sinceramente, já escrevi um monte e mesmo assim não consigo explicar a relação que tenho com a série. É muito doido, hahaha.

(do canal ckovertime)

Gilmore Girls é comédia, é drama, é família, é briga, é amor e é rápida, muito rápida. Tem um milhão de referências em cada episódio e mesmo assistindo a série por tantas vezes ainda descubro várias. Gilmore Girls é:

gilmore_girls_loucuras_intrepidas_2016_GIF

❤ ❤

Então, acabei de assistir ao último episódio. Amo demais essas meninas. Essa série sempre teve o poder de me fazer rir e chorar. E a relação é tão próxima que ela também tem o poder de me fazer sentir raiva as vezes. Sério, elas precisam de terapia urgentemente hahahaha.

Mas, mesmo assim, sinto muito amor por essa série. A melhor do mundo, a melhor da vida!!!

(do canal Gilmore Girls Brasil)
Anúncios

3 comentários sobre “Gilmore Girls

  1. Pingback: COPPER BOOM!!!!! | Loucuras Intrépidas

  2. Pingback: O livro do mês: Falando o mais rápido que posso | Loucuras Intrépidas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s