aquele primeiro momento, sabe?

aquele em que o coração palpita, o estômago revira, a lágrima escorre no rosto.

dá uma vontade louca de correr, gritar, contar para o mundo.

aquele momento em que os beijos são infinitos, os olhares fixos e o que basta é o abraço.

o amor, hoje, parece coisa do passado.

algo raro a ser reconhecido.

a paixão, que arrebata, roubou-lhe o sentido.

tudo ao mesmo tempo agora.

o sentir se foi.

o encostar dos dedos, o apertar das mãos, o roçar dos pés.

o enrolar dos braços fechando, em abraços, aquele primeiro instante.

tornando-o infinto.

o amor é recomeço.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s