Sorteio: Kit (caneca+marcador+livro)

Hoje começaram as participações no sorteio em comemoração aos dez anos do blog. Muito feliz por ter conseguido alcançar esta marca. Por isso, para comemorar, vou sortear um kit contendo:

  • uma caneca personalizada – do blog Loucuras Intrépidas
  • um marcador de livro – também do blog
  • um livro – CNNP 2016 – Concurso Nacional Novos Poetas

A caneca e o marcador foram produzidos especialmente para esta comemoração. Já o livro, foi um presente que ganhei no ano passado, quando um dos poemas que escrevi aqui no blog, foi selecionado, entre mais de 2000 participantes, para fazer parte desta coletânea de poemas (são 250), lançada em novembro de 2016.

Portanto, para saber todas as informações referentes ao sorteio, clique AQUI acesse o regulamento, siga todas as regras e boa sorte!

IMG_3324

Este é o kit!  (foto não oficial do sorteio)

Anúncios

Filme da semana: As vantagens de ser invisível

as vantagens de ser invisível li

Acredito que, por mais que o tempo passe, todos, e cada um, buscam aceitação. Ou, melhor dizendo, buscam uma “turma” para se encaixar. Para ser livre.

As vantagens de ser invisível é baseado no livro, lançado em 1999, de Stephen Chbosky, que também dirigiu o filme. Sim.

Trata-se de um filme sobre superação dos medos e de ser você mesmo. Muitas pessoas preferem vestir máscaras para serem aceitos. Charlie resolveu se aproximar dos “deslocados” e, junto deles, se descobriu. Descobriu que poderia ir além e passar tranquilo o primeiro ano do colegial.

No livro, Charlie escreve cartas para um amigo que, de acordo com ele, se matou sem deixar nenhuma carta de despedida. No filme isso é citado na primeira festa, na festa em que Charlie (Logan Lerman) é apresentado, por Sam (Emma Watson) e Patrick (Ezra Miller), ao restante da turma.

Além deste possível trauma, já que não sabemos se este amigo é real ou imaginário, ao longo do filme vamos descobrindo alguns outros traumas e problemas que ocorreram na vida de Charlie.

Nós aceitamos o amor que acreditamos merecer”

É um filme lindo, tanto na trilha sonora, quanto no texto. Já que foi dirigido pelo autor, a história foi brilhantemente adaptada e nos faz sentir intensamente tudo o que aqueles jovens estão sofrendo, vivendo e amadurecendo.

Trata-se de um filme sobre amor, amizade, traumas, aceitação, superação e tantas outras coisas. Vale a pena ler o livro e assistir ao filme.

Ainda completam o elenco Nina Dobrev, como Candace, a irmã de Charlie (sim, é a Elena de TVD); Mae Whitman, como Mary Elizabeth; Paul Rudd, como Bill, o professor de literatura de Charlie; Johnny Simmons, como Brad (ele é o namorado da Sophia, em Girlboss); Melanie Lynskey, como Tia Helen (ela também aparece em Gilboss); Joan Cusack, como Dra. Burton; Adam Hagenbuch, como Bob (ele fez a segunda temporada de Fuller House, como Jimmy Gibbler); Dylan McDermott, como pai de Charlie; e, por fim,  Kate Walsh, como mãe de Charlie (ela é a mãe de Hannah Baker também). 🙂

as vantagens de ser invisível li_4

Assista ao trailer:

***

Filme: As Vantagens de Ser Invisível (The Perks of Being a Wallflower)

Diretor e roteirista:  Stephen Chbosky

Ano de lançamento: 2012

dia 26

Tratar do empoderamento feminino me pareceu muitas vezes desnecessário e um saco. Bem como lutar por igualdade entre brancos, negros, amarelos e afins. Nunca gostei de movimentos. Eu, como mulher e parda (minha mãe é branca e meu pai é negro) nunca sofri claramente discriminação por ser uma coisa ou outra. Sempre fiz o que deveria fazer sem prestar atenção nas nuances, nos olhares das pessoas. Sempre procurei refúgio nas artes e nas palavras. Sempre me encontrei em algumas delas.

Mas, voltando ao início, ser mulher é, de fato, difícil e doloroso. Precisamos provar o tempo todo a que viemos e isso é cansativo. Confesso que comecei a prestar atenção nestas nuances há pouco tempo e há pouco tempo venho amadurecendo a ideia de que para pedir igualdade de gênero não precisa necessariamente sair às ruas com seios a mostra ou passar batom vermelho. O negócio é não baixar a cabeça em nenhuma das circunstâncias. Seja para o chefe, marido, namorado, mãe, pai, família, amigos. Precisa ser honesta com o que quer e respeitar as escolhas dos outros.

Hoje, com quase 34 anos (faltam 43 dias) percebo que ainda tenho uma longa jornada para o entendimento. Mas o caminho é este mesmo.