Livro do Mês: Outros jeitos de usar a boca

6

Este foi o livro mais dolorido e libertador que li na vida, até hoje. Digo dolorido porque Rubi desnuda a alma feminina de uma forma tão crua e dura, que eu senti dor, sofri, amei e me libertei ao terminar de lê-lo.

Os poemas desta autora, nascida na Índia e radicada em Toronto, no Canadá, são em sua maioria curtos e com mensagens bem diretas. O livro é dividido em quatro partes: a dor, o amor, a ruptura e a cura.

5Em cada uma das partes, a autora vai abrindo as entranhas de uma mulher, de um ser que sofreu, foi abusada, sentiu falta, foi solitária, amou, desejou, se entregou, rompeu seus limites e venceu a dor.

Tomei conhecimento deste livro num vídeo da Jout Jout e, quando fui para São Paulo, em abril deste ano, resolvi comprá-lo. Li enquanto esperava o ônibus que me traria de volta para Divinópolis. E foi chocante, tocante, intrigante. Foi foda. Rupi é foda. E é tão jovem.

Este é o tipo de livro que deve ser lido por mulheres, homens. De mulheres para homens. O sofrimento descrito por ela, em forma de poema, é sofrido por muitas.

No mais, apresento algumas páginas e indico muito a leitura, que pode parecer rápida, mas é muito profunda.

231

***

Livro: Outros jeitos de usar a boca (Milk and honey)

Autor: Rupi Kaur

Tradutora: Ana Guadalupe

Editora: Planeta (USA 1ª ed. 2015 | Brasil 1ª ed. 2017)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s