Disco da Semana: 24K Magic

bruno-disco-li

O disco responsável por tornar Bruno Mars o maior vencedor do Grammy 2018, realizado no último domingo (28), é o disco em destaque desta semana.

Bruno Mars começou sua carreira artística bem cedo, ainda criança. Mais tarde foi para Los Angeles, onde começou a trabalhar como produtor na grande gravadora de Soul e R&B, Motown. Em 2009, Mars foi contratado pela Atlantic Records, onde participou de várias produções, como em Billionaire, de Travie McCoy, e Fuck You, de Cee Lo Green.

Seu álbum de estreia, Doo-Woops & Hooligans, foi lançado em 2010, vendeu mais de um milhão de cópias e chegou a figurar o terceiro lugar da Billboard 200 nos EUA. Pela vendagem,  o disco recebeu o certificado de disco de platina pela Recording Industry Association of America (RIAA). As músicas de destaque deste disco foram Just The Way You Are, Marry You e Talking to the Moon

Unorthodox Jukebox é o nome do segundo disco de Mars, lançado em 2012, que teve bom desempenho tanto em vendas quanto em execução, o que fez com que ele ocupasse duas vezes, com dois singles, o primeiro lugar no Hot 100 da revista Billboard americana. As músicas mais executadas do disco foram Locked Out of HeavenWhen I Was Your Man, que é minha preferida, talvez, da trajetória do artista.

Ao longo da carreira, Bruno fez muitas produções. Entre as que conheço, destaco Tears Always Win, de Alicia Keys (Girl On Fire/2012), e All I Ask, de Adele (25/2015). E, claro, não posso me esquecer da estrondosa Uptown Funk, parceria com Mark Ronson (Uptown Special/2015).

Com os prêmios recebidos por seu terceiro disco, o 24k Magic, Bruno Mars, que é considerado um dos artistas mais versáteis desta geração, agora soma 11 Grammys na carreira.

O disco, que tem como maior influência a sonoridade R&B e Soul, com pegadas de hip hop e pop, flui de maneira muito natural em qualquer tocador de música. É impossível não ouvi-lo inteiro. Não à toa recebeu os principais prêmios do Grammy 2018, incluindo Melhor Álbum, Melhor Gravação e Melhor Canção do ano. É um disco contemporâneo, ao mesmo tempo que traz referências da black music produzida nos anos 1980 e 1990, ou até anteriores, chegando a lembrar o James Brown, que bem conhecemos.

Os destaques, por enquanto, ficam com a faixa-título 24K Magic, That’s What I Like e Finesse.

24 K Magic é um disco que merece ser degustado com atenção. Talvez seja, até agora, o disco mais conceitual de Mars, e eu não reclamo. Excelente trabalho.

 ► Álbum • 24K Magic

► Artista • Bruno Mars

► Ano de Lançamento • 2016

► Composições • Bruno Mars, Philip Lawrence, Christopher Brody Brown, James Fauntleroy, Homer Steinweiss, Trevor Lawrence Jr., Johnathan Yip, Ray Romulus, Jeremy Reeves, Ray McCullough II, Faheem Najm, Carl Martin, Marc Gay, Jeff Bhasker e Kenneth Babyface.

► Gravadora • Atlantic Records

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s