o-estranho-que-nos-amamos1

Os filmes das Sofia Coppola costumam ser estranhos, costumam ser misteriosos e lotado de gente com problemas emocionais. Vide As virgens suicidas. Pois é. Em sua mais recente produção, O estranho que nós amamos, a sensação é a mesma. Não dá pra saber quem é mau, quem é bom, a quem devemos tomar partido. Apenas no final, talvez.

A senhorita Martha (Nicole Kidman), mantêm um orfanato e, nele, vivem seis jovens. Para ocupar o tempo, as jovens aprendem francês, cozinham, bordam, e estudam música. Em um certo dia, uma das meninas encontra um soldado ferido e resolve o levar até a casa. O cabo McBurney (Collin Farrel) é cuidado mas, desde sua chegada, é deixado claro que ele não á bem vindo.

E a tensão só cresce já que, no momento em que o filme se passa, todos os homens estão em guerra e aquele estranho torna-se algo do interesse das mais velhas, que inclui, inclusive, a dona do orfanato. O soldado se utiliza de sua posição frágil para chamar a atenção das meninas e criar ilusões na mente de algumas delas, o que pode não ser algo positivo.

Com este filme, Sofia Coppola ganhou o prêmio de melhor direção no Festival de Cannes.

Também participam do elenco Kirsten Dunst e Elle Fanning.

Filme • O estranho que nós amamos (The Beguiled)

Diretora: Sofia Coppola

Ano de lançamento: 2017

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s