amy-winehouse-back-to-black-20110723124347

Back to Black foi o segundo, e último, disco de estúdio de Amy Winehouse, lançado em outubro de 2006. Este disco alavancou a carreira de Amy e a colocou no mesmo patamar premiado de artistas como Alicia Keys, Norah Jones e Lauryn Hill. Amy influenciou um mundo de novos artistas, como Adele, Bruno Mars e, mais recentemente, Jorja Smith.

O disco foi bem recebido pela crítica especializada, tornando-se um clássico do soul e r&b contemporâneo, mesmo antes da morte da artista, em 2011, sendo um dos mais vendidos no ano de 2007. Atualmente, a marca de vendas chega na casa dos 20 milhões.

Em comparação ao seu disco de estreia, Frank (2003), Back to black é mais palatável e nos apresenta uma estrutura harmônica melhor trabalhada e estruturada do que a primeira compilação, que também é excelente. Desse primeiro trabalho, eu destaco Stronger Than Me, Fuck Me a Pumps e Amy Amy Amy.

Nas canções do disco, escritas em sua maioria pela própria Amy, os temas principais são relacionamentos amorosos, familiares e sua relação, cada vez mais intensa e complicada, com drogas e álcool. Em 2007, o disco foi considerado o álbum do ano pela imprensa especializada. É interessante perceber que as músicas do disco refletem o momento em que Amy vivia: o problema cada vez maior com álcool e drogas, e o fim de seu relacionamento com Blake Fielder-Civil

Posso destacar as músicas Rehab, Back to Black, You Know I’m no good, He Can Only Hold HerJust Friends, Love is a Losing Game, Tears Dry on their own, Wake up alone  e Valerie.

Ouvir Amy, especialmente este disco, me possibilitou inúmeras experiências musicais e, a partir dela, comecei a prestar a atenção em outras vozes, como Adele. Ela com certeza teria ainda muito a fazer e a oferecer, tamanha era sua vontade de compartilhar suas experiências, por meio da música.

Após sua morte, ainda foi lançado o disco Lioness: Hidden Treasures (2011) e a trilha do filme Amy (2015).

Artista • Amy Winehouse

Álbum • Back to Black

Composições • Amy Winehouse, Mark Ronson, Nickolas Ashford, Valerie Simpson, Paul O’Durffy, Richard Poindexter, Robert Poindexter, Roderick Byers, Frederick Hibbert

Produção • Mark Ronson e Salaam Remi.  

Gravadora • Island

Ano de lançamento • 2006

Anúncios

Um comentário em “Disco da Semana: Back to Black

  1. Pingback: 35

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s