Oi, Isa. Hoje é seu aniversário, né?  15 anos, o tempo voa. E, acho, ninguém te chama de Isa ainda, mas vão chamar.

Hoje, quero te contar algumas coisas. Não se assuste nem fique ansiosa, por favor.

Por falar em ansiedade, isso vai te fazer um mal, quer dizer, já faz e você nem sabe. Sabe as dores no estômago e o mal estar que sempre chega? Pois é, a culpa é da sua, quer dizer, nossa ansiedade. A nossa adolescência vai ser bem quietinha, mas ainda assim encontraremos formas de ficarmos ansiosas.

Os sábados serão cinzas e chatos. Nosso companheiro, o walkman, e nossas dezenas de fitas k7 serão nossa melhor companhia. Aliás, a música sempre será nossa melhor companhia.

Você, desde sempre, ama música e isso não vai mudar. Lá na frente, você vai aprender a tocar piano e vai ficar feliz por isso. Daqui a três anos você vai conseguir seu primeiro emprego, no melhor lugar que poderia ser: uma loja de discos. E apesar dos perrengues e do salário nada, isso vai te fazer muito bem, vai te dar certa liberdade e, pela primeira vez, você vai encontrar sua turma no mundo.

E, por falar em turma, a que você conhece agora vai acabar. Mas não se preocupe, talvez seja melhor. Ano que vem você vai pra uma escola nova e conhecerá pessoas muito legais, mas que depois também irão partir, sem deixar rastro. Neste espaço, pela primeira vez, você se sentirá livre e conseguirá compartilhar melhor o seu ponto de vista.

Eu sei que você gosta de escrever e de desenhar e de fazer seus poemas meio desconstruídos e por conta disso, e também por gostar de música, você vai entrar na faculdade de Jornalismo e, ali, você vai ver que sua vida tem sentido.  E vai encontrar, talvez, sua turma definitiva. Você vai construir um mundo só seu, que é este aqui. E vai compartilhar coisas sobre você e sobre o que você gosta e as pessoas vão ler. Umas vão gostar, outras não, mas sua vida vai seguir e, lá na frente, você vai ficar feliz por ter criado este espaço. Por ter sido louca e corajosa o suficiente.

Sobre amigos, você terá alguns, mas eles vão passar. Com outros, você continuará em contato nas redes sociais. Você entenderá o que são as redes sociais só depois de 2004 (e você vai gostar muito).

Ah, seu primeiro beijo vai ser num show do Pato Fu, mas eu não me lembro qual era a música que tocava. Daqui a três anos, logo depois da formatura, você vai começar a namorar, vocês vão terminar, você vai sofrer, mas depois as coisas vão se ajeitar. E vocês, lá na frente, bem lá na frente, vão se casar.

Então, você terá casa, marido e cachorro. E você vai cozinhar, vai continuar escrevendo,  vai trabalhar como produtora de vídeos. E vai ser feliz, sim, em alguns momentos. A ansiedade vira e mexe volta, mas as dores no estômago diminuíram.

Sobre filhos, ainda não. Não sei se pelo tempo, ainda não deu, mas você quer. Vocês querem, acho. As dores no estômago realmente diminuíram, mas  a ansiedade sempre volta. Talvez, seja o tempo.

Continuaremos sendo preenchidas por músicas, filmes e, daqui a pouco, você vai começar a assistir uma série que será sua preferida da vida. Mais tarde, além das revistas, que você já coleciona, você colecionará livros. E você escreverá sobre tudo isso. E também sobre você, sobre seus sonhos e seus medos. E o fone de ouvido continuará sendo nossa melhor companhia.

Hoje é o nosso aniversário de 35 anos. Trinta e cinco. O tempo voou e quando percebi já estávamos aqui. Agora, é comum te chamarem de Isa, você trabalha com comunicação, tem seus projetos pessoais e faz planos para um futuro próximo. Faz planos, mas sem saber ao certo como conquistá-los já que, na verdade, parece que as coisas vão acontecendo muito quando tem de acontecer e quase nunca temos controle. E o quando, a hora certa, o tempo tem nos assustado. Mas, respire.

Os amigos são poucos, mas são leais. E isso inclui sua irmã. Sim, vocês serão amigas (apesar de hoje, aí em 1998, você querer matá-la).

20 anos nos separam, mas a nossa essência é/será a mesma. Mudaremos de opinião várias vezes, brigaremos, discutiremos e, no fim das contas, a resposta estará bem a nossa frente, ou dentro de nós.

Seja leve, tá bem? Terá um momento em que você pensará que nada vai dar certo, mas vai. É no que eu tento acreditar.

Seremos felizes juntas, assim espero!

Ah, quase ia me esquecendo: Feliz Aniversário!

Com amor, Isa! ♥

Ps.: faremos algumas tatuagens! 😉

 

Anúncios

4 comentários em “Dia 84

    1. Ah! Fico muito feliz, Iasmin. Obrigada por vir aqui e ler o texto completo e pela paciência em esperar tanto tempo hahahaha. Beijos e continue por aqui! 💜

      Curtir

  1. Pingback: Dia 85
  2. Pingback: 35

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s