japanese-whispers

Para encerrar a seleção de discos desse mês de agosto, que já acaba amanhã, vou apresentar o Japanese Whispers, do The Cure. A compilação reúne singles lançados após o encerramento das divulgações da produção anterior, Pornography (1982).

O disco de 82 foi considerado o último da era sombria do The Cure. Durante as sessões de gravação, a banda passou por inúmeras divergências, decorrentes do uso de drogas e outros problemas, como a depressão de Robert Smith, seu vocalista.

Para tentar jogar luz sobre a sombra que até então os encobria, o grupo decidiu lançar alguns singles e os juntou num mesmo disco, distribuído em 1983. Ao todo, o disco junta oito músicas que, de certa maneira – com o perdão do trocadilho –, foram o início da cura e acensão da  banda para o ‘mainstream‘. A partir daí, as músicas produzidas foram um pouco mais palatáveis.

Desta ‘coletânea’ pode-se destacar The lovecats, The walk, Let’s go to bed e Just one kiss.

O The Cure conseguiria se elevar entre as bandas mais importantes do underground dos oitenta logo em seguida, com o lançamento dos discos Head on the Door (1985) – que nos apresenta músicas como Inbetween Days e Close to me –, e Kiss Me, Kiss Me, Kiss Me (1987). 

Ouça Japanese Whispers:

► Álbum • Japanese Whispers

► Artista • The Cure

► Ano de Lançamento • 1983

► Composições •  Robert Smith e Lol Tolhurst

► Produção •  Robert Smith, Chris Parry, Steve Nye, Phil Thornalley

► Gravadora • Fiction Records

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s