The Sinner - Season 2
imagens: divulgação/Netflix

A segunda temporada de The Sinner estreou no início do mês na Netflix, mas protelei um pouco para assistir, diante do impacto que senti ao assistir a primeira temporada, que é impecável!

Em sua segunda parte, a série conta mais uma vez com as investigações do detetive Harry Ambrose (Bill Pulman), que é chamado para auxiliar nas investigações do assassinato de um casal cometido por um pré-adolescente: o Julian (Elisha Helig). O detetive é o único personagem remanescente da primeira temporada, além das lembranças e presenças incidentais de Cora, a assassina vivida por Jessica Biel, que é produtora-executiva da série.

Ao contrário de outras séries, The Sinner é uma série limitada, o que significa que a cada temporada novas histórias serão contadas, com novos personagens. Com exceção, como já foi dito, do detetive.

Logo no início, um casal aparece no carro junto de Julian que, aparentemente, é filho dos dois. O carro apresenta problemas mecânicos e por isso eles se hospedam em um hotel. Na manhã seguinte, Julian resolve preparar um chá para os dois, que morrem logo em seguida.

Os elementos deste início são: um menino, aparentemente perturbado, envenena e mata os pais sem um motivo aparente. Aí começa a investigação. Mais uma vez o detetive Ambrose demonstra ser incomodado por seu passado e esconde inúmeros segredos.

the-sinner-netflix-segunda-temporada

A série voltou reforçando todas as características que a fizeram notória no primeiro ano. A narrativa tem um ritmo lento, a direção é sombria e o texto estabelece as ligações entre passado e presente, sublinhando a maneira como as ações do presente são dominadas de pesar e culpabilidade. The Sinner não é uma série fácil de assistir, já que a clara intenção dos envolvidos é mostrar como o ser humano é afetado negativamente pelo lixo que vai jogando para debaixo do tapete. É uma série com gente extremamente infeliz fazendo coisas que só piorarão essa infelicidade. De fato, é exatamente essa atração pela dor que acaba atrapalhando os planos da produção. Omelete

A série é boa? É sim. Prendeu minha atenção? Prendeu, claro. Mas, apesar disso, o desenrolar da história é um pouco confuso. Tentou-se criar algumas histórias que justificassem a ação do garoto, mas a mística, na minha opinião, não foi tão bem construída.

Enfim, a segunda temporada não supera a primeira, mas é uma boa diversão para quem gosta de séries com teorias e, claro, com investigações.

► Série: The Sinner (2ª Temporada)

► Direção: John David Coles

► Ano de Lançamento: 2017

► Temporadas: 2

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s